Galinheiro Da Minha Avó
A Turma do Balão Mágico

Eu vou contar a história do galinhero da minha vó
Lá todas galinhas cantavam juntas corococó
Todas menos uma que é tão sozinha que até da dó
Vive no seu canto só chorando sempre só.
Quando era pequena engoliu um chiclete,
Bota o mesmo ovo sem pará
E o galo lhe chama de Yoyo repete
Por isso ela não pará de chora
Cocoá, cocoá, cocococoá, cocococococoá
Eu não aguento mais
Berra a minha vó
Porque essa galinha não faz mais corococó
E pra chatear Yoyo repete sem pará cocococococoá
Cocoá, cocoá, cocococoá, cocococococoá