A Força do Amor
Abel e Caim

Que bonito olhar
No seu corpo molhado do banho matinal
Um pingo d'água no brilho da luz
No espelho reluz parece um cristal.
Depois de uma noite
De amor e loucura ainda é mais bonito
E no louco desejo sentir seu calor
A força do amor no meu corpo agita.

Eu não vejo a hora de chegar a noite
Pra tê-la comigo até o amanhecer
Me envolver de novo em suas artimanhas
Em outra façanha de amor e prazer.

Olhando de novo
O seu corpo lindo sobre estes lençóis
Parece pintado por um grande artista
Brilhando na tela sob mil faróis.
Na cama estendido
Parece pedindo para mim ficar
Um desejo louco aos poucos me aperta
Seu corpo desperta o desejo da amar.