Nos Braços da Carolina
Abel e Caim

Até uns tempos atrás
Eu andei aborrecido
Vivia triste demais
E quase desiludido

Todo mundo já pensava
Que eu estava na ruína
Bem pouca gente sabia
Que era a falta que eu sentia
Dos beijos da Carolina

Passei noites sem dormir
Passei dias sem comer
E de tanto que sofri
Que cheguei a emagrecer

Queixei para um amigo
Que é formado em medicina
O doutor que já sabia
Me mandou tomar por dia
Dez beijos da Carolina

À conselho do doutor
Fui procurar o meu bem
Que sentindo a mesma dor
Muito sofria também

Uma paixão recolhida
É coisa que amofina
Mas agora estou curado
Porque vivo repousando
Nos braços da Carolina

Quem me viu aborrecido
E hoje me vê feliz
Vem logo me perguntar
Que tratamento eu fiz

Eu respondo sem demora
Porque ninguém imagina
Eu estou tomando agora
Dez beijos de hora em hora
Nos braços da Carolina