Triste Ocorrência
Abel e Caim

Em uma vila numa casa pobrezinha
Morava um casal e um filhinho
Aos quinze anos quando cursava o ginásio
Teve a ideia de seguir outro caminho
E despedindo partiu pra cidade grande
Para seguir a carreira militar
Só voltaria quando estivesse fardado
Se despediu de seus pais triste a chorar

Passou o tempo e aquele moço jovem
Em sua casa nunca mais apareceu
A pobre mãe a chamar pelo seu nome
Ficou doente e de saudade morreu
O pobre ao perder a sua esposa
Lembrou do filho ao se ver desamparado
Levando aos ombros do peso da idade
Saiu pro mundo a procurar seu filho amado

E na cidade que seu filho morava
Morreu um velho em um atropelamento
Um policial que foi investigar o caso
Ficou surpreso quando viu os documentos
Na remoção daquele corpo já sem vida
Banhado em pranto conversou com o delegado
Estou fazendo a mais triste ocorrência
Pois este homem é meu paizinho adorado