Meu Catalão
Amado Batista

O destino me levou
Pra longe de meu Catalão
Quando parti alguém chorou
Que triste recordação

A despedida sempre traz
Desgosto e desilusão
A saudade é demais
Vou voltar pra Catalão

Daquelas ruas que eu passava, ainda me lembro
Do meu cachorro e do meu cavalo de pau
Papagaios que eu fazia com bambu
Bem bolados numa folha de jornal

Eu chutei bolas de meias e corri
Fiz mundéu fui bom no laço e ainda sou
Já domei bicho feroz, cacei tatu
Fui alfaiate e lavrador

Hoje eu corro atrás do tempo e ele de mim
O sossego que eu tinha se acabou
Muita gente pensa até que sou feliz
Felicidade lá no meu Goiás ficou

Quem está longe do lugar onde nasceu
Sonha, chora e só pensa em voltar
Catalão, seu filho não lhe esqueceu
E esse ano vai voltar