Não Sou Ninguém
Amado Batista

Você está me deixando louco
Está me matando aos poucos
Com esse jeito indiferente
Você mata a gente

Meu coração despedaçado
Não tem cola que te cola
Só você junta os pedaços
Mas foi embora

Depois que perdi você
Minha vida vale nada
Eu não sou ninguém
Estou feito uma planta
Que precisa ser regada
Pra sobreviver

Pra sobreviver
Pra sobreviver
Pra sobreviver
Pra sobreviver