Boemia do Sono
Angela Rô Rô

Acordo da boemia do sono
São seis horas da manhã
Mas não volto para cama não
Monto na bicileta ergométrica,
tiro chinfra meia hora e vou buscar o jornal
Não bebo, como pouco e pouco sal

Tenho até cara de artista
Pois até o meu dentista
Prova que eu não fumo mais
Tomo banho todo dia, até no inverno
Quem me viu naquele inferno
Não me reconhece mais

Aguardo um grande amor acontecer
Só pra ver o quanto eu sou capaz
De ficar em cartaz!