Coquinho
Angela Rô Rô

Sou rio sem afluente
Sou mar, sou baía,
Sou golfo, sou bacía
Plu e fluvial

Sou fruto de dar em cacho
Nada daninho
Não fira nem abuse
Colha, colha se lambuse
sempre com muito carinho

Sirva-se, o mundo é mesquinho
Aproveite enquanto
a palmeira dá coquinho

Sou gente, bicho, criança
Sou os ol da manhã
Redonda madre no cio
Sou também irmã

Cozinho horas a fio
Casio qualquer fome
não fira nem abuse
coma, coma se lambuse
sempre com muito carinho

Sirva-se, o mundo é mesquinho
Aproveite enquanto
a palmeira dá coquinho