Eu Não!
Angela Rô Rô

Não vejo o sol se cansar
Nem a lua recusar
Aparecer a ninguém
Nem as estações se entendiam
De rodar e elas guiam
A natureza tão bem
Não ouço o mar reclamar
Do barulho que as ondas
Fazem no seu balançar

Então, por que seria eu cansada, entediada
Mais uma a reclamar da criação?
Eu não! Eu não!

Se a Serra do Mar despencar
Vai ser triste confirmar
Erramos mais uma vez
A mão da destruição
Tucuruí, Itaipú
Angra dos Reis, Cubatão

Então, por que seria eu calada e conformada
Mais uma a permitir a morte por distração?
Eu não! Eu não!

Se a Serra do Mar despencar
Vai ser triste confirmar
Erramos mais uma vez
A mão da destruição
Tucuruí, Itaipú
Angra dos Reis, Cubatão

Então, por que seria eu calada e conformada
Mais uma a permitir a morte por distração?
Eu não! Eu não!