Musa Amada
Angela Rô Rô

Eu vivo com a grandeza de uma sinfonia
Metrópoles não bastam minha fantasia
Meu canto é livre e o ar do campo irradia
O que a dor não prende, minha poesia

Violinos, vivaldinos, vivaldeiam meu pomar
Oboés, fagotes, harpas devaneiam meu sonhar
Rege musa amada, rege sem parar
Cada acorde meu é teu o acordar

Se toca o forte ao cuore a minha solidão
Eu nunca estou só perante a imensidão
Tenho por companhia o meu maior amor
A música alegria, vai aonde eu vou

São vibratos, estacatos, semibreves, sustenidos
Harmonia, Deus e homem, pela música unidos
Rege musa amada, rege sem parar
Cada acorde teu é meu o acordar

Rege musa amada, rege sem parar
Cada acorde teu é meu o acordar