Rosa
Ary Barroso

Rosa
Nosso amor morreu
Chama que não brilha mais
O culpado não fui eu
O mundo saberá
Fazer justiça
Como faz

Tudo que era teu queimei
Só aquela flor guardei
Uma rosa
Como flor do mal
Sobrenatural
Brotou, Brilhou, Murchou

Retomando o teu caminho
Outro amor, outro carinho
Com certeza hás de encontrar
Óh! Rosa
Não tens jeito de parar
Há no teu olhar
Esse condão de apaixonar
Um dia, porém
Tu murcharás
Sozinha, sem ninguém

M-1642


Ficha técnica da faixa
Voz: Jorge Veiga

[ Samba - Intérprete Jorge Veiga com Conjunto - Copacabana 5.642A ]