Não é Nada Disso
Aviões do Forró

Olha que abre as pernas e senta em cima dela
Abre bem as pernas e senta em cima dela
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É da bicicleta que eu estou falando
É da bicicleta que eu estou falando

Olha que mete o dedo e da uma rodadinha
Mete o dedo e dá uma mexidinha
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É do telefone que eu estou falando
É do telefone que eu estou falando

Olha que é dura e comprida quando entra até sai sangue
É dura e comprida quando entra até sai sangue
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É da injeção que eu estou falando
É da injeção que eu estou falando

Olha que entra duro, sai mole e pingando
Entra duro, sai mole e pingando
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É do macarrão que eu estou falando
É do macarrão que eu estou falando

E vai tirando a camisinha e da uma chupadinha
Tira a camisinha e da uma chupadinha
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É do picolé que eu estou falando
É do picolé que eu estou falando

Olha que é braço com braço, pança com pança
Em cima do umbigo, faz uma lambaça
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É do violão que eu estou falando
É do violão que eu estou falando

Olha que abre as pernas e senta em cima dela
Abre bem as pernas e senta em cima dela
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É da bicicleta que eu estou falando

Olha que mete o dedo e da uma rodadinha
Mete o dedo e dá uma mexidinha
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É do telefone que eu estou falando

E vai tirando a camisinha e da uma chupadinha
Tira a camisinha e da uma chupadinha
Não é nada disso que você está pensando
Não é nada disso que você está pensando
É do picolé que eu estou falando