Clareana
Boca Livre

Um coração
de mel de melão
de sim e de não
Parece um bichinho
no sol de manhã
novelo de lã
No ventre da mãe
bate um coração

De Clara, Ana
e quem mais chegar
Água, terra fogo e ar