Esquinas do futuro
Boca Livre

Eu queria o olhar que corta o vento
Como os dentes de um leão
e através de cada movimento
tatuar seu coração

Eu queria viajar no tempo
impedido de voltar sem pisar no rastro
E em total silêncio
pra poder te encontrar
numa esquina do futuro
Onde o fim da noite nem chegou...

Penso em nós a cada instante
e ainda não passou
eu faria um brinde ao sentimento, ao suor e ao prazer
mas você deixou tudo incerto
Já nem sei o que fazer
eu traria os raios do infinito
o delírio e a razão sem pedir mais nada
guardar nosso segredo e encarar a solidão.