Criança Esperança
Calango Aceso

Abre-se os raios do sol
Crianças dormindo no chão
Sobre velhos jornais
Com noticias tão atuais

Deitadas nas próprias manchetes
Tentar viver é vender jornais
Pelas ruas feito alma penadas
Sem rumo sem nada sem
Ningüem pra encontrar

Sua vida só escuridão
Sua luz é um dia de sol
Sua alegria seus sonhos
Criados sem brinquedos
Sem escola sou cola
Crack sou crack sou cola

Deixa eu limpar o seu parabrisa

Quem sabe assim você enxerga
Melhor baixe esse vidro
Me dê uma esperança
Sou uma criança nesse mundo só

Eu sou apenas mais uma criança só é nesse mundo