Sina de caboclo
Calango Aceso

Tu que é valente
Homen do interior
É nordestino devoto de padre
Cicero a tua sina é mostra
Pra essa gente que o nordeste brasileiro também
Têm o seu valor

Luiz gonzaga magestade
Do baião fez do forró uma
Folia brasileira

Cabra da peste é lâmpião
Rei do cangaço esse sim é cabra macho
Não deu mole não sr
É eu subo santo ai decima
Pra que essa gente nunca pare de sonhar
Encaro tudo de maneira
Passageira na batida do zabumba
Eu não sei me controlar
Meu verso é a minha forma de expressar
pra essa gente que aqui é meu lugar
Meu canto é forte
É a boca comprida é meu nordeste brasileiro
Minha sina é te amar

Têm nada não nada faltou
Não sou suista também
Tenho o meu valor
Levo comigo a bandeira do nordestina
No meu sonho de menino
Sou caboclo sonhador