Se Eu Morasse Aqui Pertinho
Cangaia de Jegue

Se eu morasse aqui pertinho, nega
Todo dia eu ia te ver
Lhe trazer um par-de-cheiro, nega
Pra derramar em você

Pegue seu vestido novo, nega
Vamo, vesti antes de chove
Vesti seu vestido logo, nega
Se tirar me da prazer

Quando chego no riacho
Vou metendo a mão por baixo
Procurando um girassol
E dançando um belo xote
Dando um cheiro no cangote
Por baixo do lençol

Já se foi a lua-cheia
Já é meia-noite e meia
Até logo, até mais ver
Se eu morasse aqui pertinho, nega
Todo dia eu vinha te ver
Se eu morasse aqui pertinho, nega
Todo dia eu vinha te ver