Os Filhos de Caim
Catedral

Quem fala mal de mim
São os filhos de Caim

A inveja mata, a inveja destrói
Corrói, mói, dói

Uma raposa vinha andando livremente
Quando olhou para um cacho de uvas
Ela achou as uvas tão bonitas, lindas,
Saborosas e tentou as uvas alcançar,
Mas não conseguiu alcançá-las
Então, no mesmo instante começou a dizer

Elas não eram tão bonitas assim,
Elas não eram tão gostosas assim.