Aririô
Chiclete Com Banana

Choro, mas deixo um sorriso no ar
Nada pode me assustar
Donos do mundo querem sangrar
A beleza de amar
Cantando o reggae yô yô
Pelos becos vão brotar
Peles negras e vozes nuas
Com histórias pra contar
Esse reggae bate palma
Erga os braços para o alto
Nosso grito é de força
Oh... Oh... Oh...
Nosso grito é de força
Oh... Oh... Oh...
O vampiro da cidade
Quis sim, me devorar
O meu sangue colorido
Fez sim, eu gargalhar
Essa dança que me leva
Aririô
Esse passo que me leva
Aririô
Esse sonho que me leva
Aririô
Aririô... Aririô... Aririô...
Aririô... Aririô... Aririô...