Jeito de Louvar
Cristina Mel

O pica-pau lá no meio da floresta
Não se cansa de picar:
(toc, toc, toc, toc)
E a minhoquinha, lá debaixo da
Terrinha, come terra sem parar:
(nhoc, nhoc, nhoc, nhoc)
O amigo pato lá no meio da lagoa,
Se vira muito bem:
(coeim, coeim, coeim, coeim)
E o papagaio parecendo um gravador,
Louva ao criador também:
(amém, amém)

Cada um tem um jeitinho,
Oiá, de louvar ao criador.
Cada qual no seu cantinho,
Oiá, seja no lugar que for.
Deus recebe com carinho,
Oiá, cada gesto de louvor.
Deus recebe com carinho,
Oiá, cada gesto de louvor.

O cavalinho tem um trote
Muito lindo, coisa rara de se ver:
(pocotó, pocotó)
E a galinha diz que o seu
Marido galo canta para o sol
Nascer: (cocoró, cocó)
O cachorrinho tem um jeito
Maroto,
Seu latido é bem legal!
(au, au, au, au)
E o gatinho tão manhoso e
Travesso faz bagunça no quintal:
(miau! miau!)