Nossa Redenção
Cristina Mel

Quando Jesus, na cruz expirou
Ele levou nossas culpas e dores
Também foi humilhado, machucado por amor
Mas como um cordeiro não reclamou
Levava sobre si o castigo da paz

A coroa de espinhos (em sua cabeça)
O martelo que batia (em suas mãos)
O sangue que vertia lá naquela cruz
Tudo isso só por me amar

"Ah Este Homem Não Tem Culpa Não"
Pilatos exclamou lavando as mãos
Mas eles condenaram a Jesus!

A coroa de espinhos (em sua cabeça)
O martelo que batia (em suas mãos)
O sangue que vertia lá naquela cruz
Tudo isso só por me amar!

Ah, nunca vou esquecer
Mesmo sem merecer
Ele se deu por mim
Ah, os cravos nas mãos
Sangue justo no chão!
Por nossa redenção

O sol escureceu
A luz se apagou
A terra estremeceu
Sentindo a morte do Senhor!

Mas ao terceiro dia, o sepulcro se abriu
"Ele ressuscitou!"
Venceu a morte e o inferno
E a chave da mão do inimigo tomou!

Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou!