O Dilúvio
Cristina Mel

Noé construa um barco bem grandão
E pregue para a multidão porque vai chover
Noé atento obedeceu a voz de Deus
E aquele barco bem grandão então começou a fazer
Juntou os pregos, o martelo e a madeira
Trabalhou sem brincadeiras para terminhar
E 120 anos Noé foi pregando
Esperando o momento para no barco entrar

E ping,ping,ping a chuva vai cair
E ping, ping, ping a terra inundar
E ping, ping, ping, a chuva vai cair
E quem obedecer não vai se afogar

Porém o povo não deu bola pra conversa
Nem tampouco teve pressa quando a hora chegou
E começou a rir e dar mil gargalhadas
Olha que coisa engraçada: Noé endoidou!
Não esperavam que a chuva caisse
Nem tampouco inundasse aquele lugar
Mas Deus não falha e o povo se enganou
Pois uma chuva muito forte o Senhor mandou

E ping,ping,ping a chuva vai cair
E ping, ping, ping a terra inundar
E ping, ping, ping, a chuva vai cair
E quem obedecer não vai se afogar

Pra onde é que vai toda essa bicharada
Nessa fila organizada alguém perguntou
Dona Girafa respondeu toda orgulhosa
Estamos obedecendo a ordem do Senhor
O jacaré vindo todo desajeitado
O pavão todo arrumado esbanjando cor
Dona Coruja falando com a tartaruga
Por favor não me empurre todos nós vamos entrar
E o macaco pulando de galho em galho
Era o mais engraçado daquele lugar


E ping,ping,ping a chuva vai cair
E ping, ping, ping a terra inundar
E ping, ping, ping, a chuva vai cair
E quem obedecer não vai se afogar

Depois de tudo pronto veio o elefante
Muito grande foi o último no barco a entrar
Noé chamou mais uma vez a multidão
Porém rebeldes não quiseram aceitar

De repente um pingo aqui, um pingo ali, um pingo lá
Começou a chover e chover sem parar
Um pingo aqui, um pingo ali, um pingo lá
Começou a chover e chover sem parar
A multidão se assustou, se preocupou e começou a chamar
Abre a porta Noé nós queremos entrar
Mais um pingo aqui, outro pingo lá
Um pingo aqui, um pingo ali
Um pingo aqui, um pingo ali, um pingo lá

A porta não se abriu pois quem fechou foi Jeová
A porta não se abriu pois quem fechou foi Jeová
E a moral da história vamos entender
Feliz aquele que consegue obedecer
E a moral da história vamos entender
Feliz aquele que consegue obedecer

E ping,ping,ping a chuva então caiu
E ping, ping, ping feliz quem obedeceu
E ping, ping, ping, a chuva então caiu
E ping, ping, ping, choveu

E ping,ping,ping a chuva então caiu
E ping, ping, ping feliz quem obedeceu
E ping, ping, ping, a chuva então caiu
E ping, ping, ping, choveu
Choveu!!!!