Confiança
Diante do Trono

Tu, que habitas sob a proteção do altíssimo
Que moras á sombra do onipotente
Dize ao senhor: "sois meu refúgio e minha cidadela
Meu Deus, em quem eu confio. "
É ela que te livrará do laço do caçador, e da peste
Perniciosa

Ele te cobrirá com suas plumas
Sob suas asas encontrarás refúgio
Sua fidelidade te será um escudo de proteção
Tu não temerás os terrores noturnos
Nem a flecha que voa á luz do dia

Nem a peste que se propaga nas trevas
Nem o mal que grassa ao meio-dia
Caiam mil homens á tua esquerda e dez mil á tua direita
Tu não serás atingido
Porém, verás com teus próprios olhos

Contemplarás o castigo dos pecadores
Porque o senhor é teu refúgio
Escolhestes, por asilo, o altíssimo
Nenhum mal te atingirá
Nenhum flagelo chegará á tua tenda
Porque aos seus anjos ele mandou
Que te guardem em todos os teus caminhos
Eles te sustentarão em suas mãos