Vem, ó Fonte
Diante do Trono

Vem, ó fonte de toda benção o meu canto afinar
Rios de misericórdia me convidam pra louvar
Ensina-me Tua melodia, línguas de fogo celestiais
Louvarei a Minha rocha que não se moverá jamais

Perdido em densas trevas o Senhor me resgatou
Prisioneiro do pecado Seu amor me libertou
Minh?Alma canta um novo cântico, meu coração a solar
Tua graça me acompanha, sozinho nunca vou estar

Vem, ó fonte sem fim!
És meu Rei, tudo pra mim
Tua noiva canta assim: ?És a minha fonte?

Devedor da Tua graça dia-a-dia eu serei
Tua bondade aprisione meu coração a Ti meu Rei
Sinto que sou tão vacilante, pronto a deixar-te, oh meu Deus
Toma e sela o meu peito para a morada lá no céu

Vem, ó fonte sem fim!
És meu Rei, tudo pra mim
Tua noiva canta assim: ?És a minha fonte?