Meus Direitos
Dj Marlboro

Eu só quero entrar na minha casa seu moço
Ter o direito de ir e vir
Dar um beijo nas crianças
Beijar minha patroa
Ter o pão de cada dia, eu só quero é ser feliz
Mas essa noite comeu solto o tiroteio
Favela tava cercada, não tinha como sair
E a criançada atrás da porta em desespero
Pelo amor de Deus papai tira a gente daqui

Aí então uma lágrima desceu
Eu vi que minha força vinha da força de Deus
Só peço ao moçco antes de apertar o gatilho
Que pense nos seus filhos antes de matar os meus

É triste amigo a gente chegar do trabalho
E ser esculaxado por um motivo que eu nem sei
O rico sente pena, mas sentir pena é fácil
Ninguém passou na pele a humilhação que passei

Aos poderosos eu lanço um desafio
Viver um dia de pobre e o pobre um dia de rei
Mas eu só peço a esse moço por favor
Antes de bater na cara, respeite o trabalhador

Refrão

E aquela praça onde a violência
Acabava com a festa da minha adolescência
Muita coisa mudou, mas eu posso te contar
Que hoje são meus filhos que não podem lá brincar

Pois a metralhadora que ainda interrompe
Ameaça jovem, velho, criança, mulher e homem
O problema que era deles, passa a ser problema meu
Ter que aturar uns caras que nem sabem quem sou eu