Não Vou Parar de Beber
Eduardo Costa

"Se a cachaça mata aos pouquinho eu não tô nem aí...
Tô sem pressa de morrer mesmo
Tô pagando!
Deixa o trem comigo."

Se a cachaça mata aos poucos
Tô sem pressa de morrer
Não venham me dar conselhos
Pra eu parar de beber

Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Pra eu parar de beber
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Tô sem pressa de morrer

Tô andando só chapado
Tô trincando igual melão
Quanto mais chapado eu fico
Mais eu tô achando bão
Tô cuspindo marimbondo
Pegando aranha na teia
Já não tô bebendo mel, companheiro
Tô mastigando abelha

Se a cachaça mata aos poucos
Tô sem pressa de morrer
Não venham me dar conselhos
Pra eu parar de beber

Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Tô sem pressa de morrer

Tô vivendo acelerado
Tô ligado até no talo
Quem não aguenta bebe leite
Pois eu bebo é no gargalo
No meio da mulherada
Metendo cachaça na veia
Sempre durmo com uma linda, ai meu Deus!
Mas acordo com uma feia
Se a cachaça mata aos poucos
Tô sem pressa de morrer
Não venham me dar conselhos
Pra eu parar de beber

Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Tô sem pressa de morrer


"Eu bebo é água, que tubarão não nada e que passarinho não bebe
Chique demais!"

Tô vivendo acelerado
Tô ligado até no talo
Quem não aguenta bebe leite
Pois eu bebo é no gargalo
No meio da mulherada
Metendo cachaça na veia
Sempre durmo com uma linda, ai meu Deus!
Mas acordo com uma feia

Se a cachaça mata aos poucos
Tô sem pressa de morrer
Não venham me dar conselhos
Pra eu parar de beber

Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não vou parar de beber
Não venham me dar conselhos
Tô sem pressa de morrer

"Eu?
Parar de beber?
Mas nem...
Só vou parar de beber no dia que galinha nascer dente.
Só não bebo acetona que é pra não tirar o esmalte do dente, companheiro!

Cachaça, eu te I love you!"