Princesa
Eduardo Costa

Ao te ver
Pela primeira vez
Eu tremi todo
Uma coisa tomou conta,
Do meu coração
E com esse olhar meigo,
De menina
Me fez nascer no peito,
Esta paixão

E agora não durmo direito
Pensando em você
Lembrando os seus olhos bonitos,
Perdido nos meus

Que vontade louca que eu tenho,
De tê-la comigo
Calar sua boca bonita,
Com um beijo meu;

Princesa,
A deusa da minha poesia
Ternura da minha alegria
Nos meus sonhos quero te ver

Princesa,
A musa dos meus pensamentos
Enfrento a chuva, o mau tempo
Pra poder um pouco te ver