Um Louco
Eduardo Costa

Tem um louco preso dentro de mim
Bate tanto chega me machucar
Calado, covarde e bandido

Noite fria céu cinzento
Lá vou eu mais uma vez
E uma lágrima ao vento
Olha o que esse amor me fez

Trago o seu sorriso
Preso na memória
Teu silêncio é minha voz

Esse amor é I'mã
Que me atrai me arrasta
Em sua direção
No pulsar da paixão

Tem um louco preso dentro de mim
Bate tanto chega me machucar
Calado, covarde e bandido
Na jaula um bicho ferido

Esse louco preso é o meu coração
Condenado a morrer por você
Me salva, me livra, me ama
Seu amor me faz viver