Vou Tomar Um Pingão (part. João Neto e Frederico)
Eduardo Costa

Ô, vida amargurada
Quanta dor que sinto
Neste momento em meu coração
Ô, que saudade dela
Não aguento mais
Vou lá na vendinha
Tomá um pingão

Ela foi embora partiu de longe
Eu fiquei sozinho ela foi chorando
Sentindo pena em me deixar
Qualquer dia desses fico de
Fogo e saio zoando
Onde ela mora
Juro por Deus que vou morar