A cartomante
Elino Julião

Cartomante
Por favor bote as cartas na mesa
E comece a descrever
Que a quem estou amando
É mais uma para me fazer sofrer
Cartomante
Eu já não posso acreditar mais no amor
Até hoje só fui enganado
O meu coração é sofredor

Eu estou apaixonado, cartomante
E desta vez é pra valer
Nem que seja no feitiço
Ela tem que me querer

Cartomante
Me diga com toda sinceridade
Se ela me ama de verdade
Diga-me agora também se ela não me quer
Só assim vou procurar um jeito
Pra enfeitiçar o coração desta mulher