Chuva de Poder
Elizeu Gomes

Coloca a lenha na fogueira
Pra queimar a noite inteira
E meu Deus garante fogo
Chega mais perto da brasa
Quando o fogo se espalha
Vai aquecer todo povo
Alem do fogo aquecer
Ele queima todo mal
Ele corta da raiz
Eu já falei vou repetir
Deixa o fogo então cair
Manda fogo meu Jesus

Olha a chuva de fogo
É fogo, é fogo, caindo no povo
Renovo, renovo, queimando, queimando
E Deus derramando um balsamo novo

Eu não entendo certa gente
Que diz ser crente e estranha o fogo
Fica só espiando igual a repórter no meio do povo
Deixa de ser geladeira, não é brincadeira
Entra na benção pra ver
Chega de blá, blá, blá, o povo quer poder
Poder, poder