Deixa o Gambá Passar
Emicida

O bom samaritano, nem ligou pro tempo passando
Freiou, assim que viu o gambá atravessando
Paciência na manhã, pro bichin ter um amanhã
Cumprir o seu papel, vai pro céu, louvo se pan
É preciso tá atendo na pista, sabe
É como se diz hoje gambá, amanhã motorista
Sabedoria, pra trabalhar na calmaria
Salve exerções, Tipo gravar disco em um dia

Abro o olho naquela, ´papel, caneta eu e ela
junto no no moio, trigo shoio rimando na panela
Na sequencia sequela Emicida despinguela
pinga, rimas suingas tipo samba de favela
ala Paulo da Portela, só neguin que num ramela
Livre igual a musica ou a mente do Mandela
filosofia de viela, sussego ao que liga
Aprenda a lição para respeita o gambá e siga...paz
Para, Para, deixa o bicho passar
Para, Para, Para, pro Ibama não multar

Passa a primeira parte
Agora, que a segunda tem mais
A gente para ali na esquina e tromba logo o Tomás
Que vem de buzão, aciona logo o Emicida
Que tem o dom da improvisação, e na naquela
Segue tromba os cara na panela e pá
Se é para improvisar então
A gente chega e sabe chegar, nos grind na humilde
Aqui pá com o pé no chão
Vou fazendo isso e cada verso sai do coração
Disperso não, to tranquilo com os irmão
Tá bom, com o violão do outro lado fazendo um som
E pá, vai ficar louco eu acho
Depois de gravar um holds, a gente ponhe logo um baixo

A bateria todo dia suinga as periferia num ringue
Cê ta ligado que os falso que nunca atira
A gente chega aqui sempre suingando
e as rimas que a gente faz vão proliferando
Pá dentro da cabeça dos cara que curte o mano
Ver direito, se liga no efeito que surge
Por isso mano que eu represento e sigo na cena
Satisfação, Paz, Emicida na vila madalena
Direto do cachoeira, madeira num pago nunca
E as rima que chega bate num (?)
A gente que brinca com cada palavrinha
Tem as musicas sua, Morô, essa é a minha

Eu engasguei, pá, mais voltei confundi alguma coisa
Mais o importante é que as rimas doida estão aqui
E eu mostrando como trampa um Mc verdadeiro
Que faz igual aos pintor, pedreiro, doutor e marceneiro
Eu to aqui irmão, Tranquilidade junto na sessão
Enquanto ele filma e grava a situação
Se agrava, ele segue daquele jeito e num trava
Fazendo varias, quantos dia, quantas hora que tem
Eu vou fazendo a rima boa e rima boa também
A gente faz a parada desse jeito irmão
Que contribui, Paz, Emicida, a rua é nois....FUI

Para, Para, deixa o bicho passar (A rua é nois)
Para, Para, Para, pro Ibama não multar (demorou valeu)
Para, Para, deixa o bicho passar
Para, Para, Para, pro Ibama não multar