Chico Buarque da mangueira
Emílio Santiago

O ia vem pra avenida
Ver meu guri desfilar
Oi ,iaia,e a mangueira
Fazendo o povo sambar (bis)

Mangueira,despontando na avenida
Ecoa como canta o sabia
Lira de um anjo em verso e prosa
De um querobim que em verde e rosa
Faz toda a galera balancar
Hoje o samba saiu
Pra falar de voce
Grande Chico iluminado
E na Sapucai eu faco a festa
E a minha escola chega dando seu recado

E o Chico das artes...O genio
Poeta Buarque,boemio
A vida no palco,teatro,cinema
Malandro,sambista,carioca da gema (bis)

Marcando feito tatuagem
Acordes no seu violao
Chico abraca a verdade
Com dignidade,contra a opressao
Reluz o seu nome na historia
A luz que ficou na memoria
E hoje o seu canto,de fe
Vai "buarqueando" com muito axe

O iaia vem pra avenida
Ver meu guri desfilar
Oi ,iaia,e a mangueira
Fazendo o povo sambar (bis)