Arreia Cerveja
Fábio e Fernando

Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
Os olhos dela o perfume dela eu quero esquecer
Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
E se eu passar mal e baixar no hospital deixa logo eu morrer

Sou assim passo a noite largado na rua
Doido pirado de quina pra lua
Tentando esquecer uma louca paixão
Eu sou assim apaixonado pelos bares da vida
Bebendo e chorando por essa bandida
Que fez tanto estrago em meu coração
E cada vez que eu ligo o som do carro uma canção me traz
Boas lembranças de você aí eu bebo mais
Eu fico entregue as baratas sem êra e nem bêra
E a bebêdera é pesada e só acaba se eu caí no chão
Garçom me traga o remédio pra essa solidão
Que eu vou curar minha tristeza hoje aqui na mesa

Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
Os olhos dela o perfume dela eu quero esquecer
Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
E se eu passar mal e baixar no hospital deixa logo eu morrer

E cada vez que eu ligo o som do carro uma canção me traz
Boas lembranças de você aí eu bebo mais
Eu fico entregue as baratas sem êra e nem bêra
E a bebêdera é pesada e só acaba se eu caí no chão
Garçom me traga o remédio pra essa solidão
Que eu vou curar minha tristeza hoje aqui na mesa

Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
Os olhos dela o perfume dela eu quero esquecer
Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
E se eu passar mal e baixar no hospital deixa logo eu morrer...

Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
Os olhos dela o perfume dela eu quero esquecer
Arreia cerveja que eu quero beber
Arreia cerveja que eu quero esquecer
E se eu passar mal e baixar no hospital deixa logo eu morrer...
E se eu passar mal e baixar no hospital deixa logo eu morrer...
E se eu passar mal e baixar no hospital deixa logo eu morrer...