Tô Podendo
Fábio e Fernando

Tem gente pra todo lado
Saindo até no ladrao
Sanfona comendo solto
No regaço do salão
Quem tá fora quer entrar
E quem tá dentro não sai
O salão tá animado
E o forró tá bom demais

Tá que tá duro de gente
Ai meu Deus que coisa boa
Suor escorrendo quente
Pelo rosto das pessoas
Sertanejo e baião
Misturou e virou forró
Mulher e cerveja gelada
Hoje eu não fico só

Hoje eu tô podendo
Tô bonito no pedaço
Não devo nada a ninguém
Do jeito que vier eu traço
Hoje eu tô podendo
E não vou dar mole não
Se eu encontrar meu amor
Eu meto o pé na solidão

Tá no beijo e no abraço
Tá no garfo tá no prato
Tá no cheiro do cangote
Tá na sola do sapato
Vou dançar a noite inteira
Agarrado na menina
No forró não tem canseira
Só é ruim quando termina

No domingo tem ressaca
Na segunda tem batente
Na cabeça uma saudade
Fica incomodando a gente
Terça feira quarta e quinta
Sexta feira o coração
Tá no grito e no sufoco
Esperando sabadão