Roendo Unha
Falamansa

Quando vim-vim cantou
Corri pra ver você
Atrás da serra o sol tava pra
se esconder
Quando você partiu, eu não
me esqueço mais
Meu coração, amor , partiu atrás

Vivo com o olho na ladeira
Quando vejo uma poeira
Penso logo que é você
Vivo com a orelha levantada
Para o lado da estrada
Que atravessa o muçambê
Olha, eu já estou roendo unha
A saudade é testemunha
Do que agora eu vou dizer
Pois quando na janela
eu me debruço
meu cantar é um soluço
A galopar no massapê