À Deriva Porto Rico
Fausto Bordalo Dias

Naquele lugar servem-nos tabaco em lugar de vinho
em Porto Rico cheira a erva santa de Santo Domingo
tão doce e sentida, chupada e contida no peito tão só

sorvem como sumos pelas bocas em fumos pelos narizes
em pó
por baixo das linhas quentes tropicais são ma is
cristalinas
música de búzios, dos atabalinhos, de campaínhas e
buzinas, transmarinas

Escarabulha, salta, pula, pincha, fazem muitas mil
doidices, quem o disse?
De tal maneira a marinh ar p´ra não se deitarem ao m
ar
Uns atavam-nos uns aos outros, pelas gambias, pelos
cotos
Esvoaça, avoa, abeija a ala pelas ventas extasia, quem
diria?
Imitam aves o que é raro e eu até sofro do faro
Um vai t onto e outro tolo pois tanta côdea é pró
miolo

A chusma de gulosos dedilha folhas secas, viciosos
canudinhos
em extase escondidos de tudo areou perdeu o tino dos
caminhos
e andamos ao pairo sem norte nem sol no desvairo das
folias
se o piloto trás dois nortes pelo seu sol outro em sua
fantasia
e as ilhas deste mundo sem bóias que as prenda lá no
fundo deste mar
andam sobre as águas bailam pelas fráguas como bóias a
bailar a boiar

Escarabulha, salta, pula, pincha, fazem muitas mil
doidices, quem o disse?
De tal maneira a marinhar p´ra não se deitarem ao mar

Uns atavam-nos uns aos outros, pelas gambias, pelos
cotos
Esvoaça, avoa, abeija a ala pelas ventas extasia, quem
diria?
Imitam aves o que é raro e eu até sofro do faro
Um vai tonto e outro tolo pois tanta côdea é pró miolo