Confissões de Um Vaqueiro
Forró Mel com Terra

Quando eu partir daqui
E que deus me perguntar
Me conte a sua vida
Eu vou te falar...

A minha vida foi no campo
No sertão no meio do gado
Nunca fui à escola
E vaqueiro fui formado

Corria pelos campos
Montando em meu cavalo
Sempre foi meu automóvel
Meu ganha pão, atrás do gado

Correr nas vaquejadas
Sempre foi meu ganha pão
Derrubar o boi na faixa
Para ser o campeão

Dançar o meu forró
Acompanhado com minha amada
Tomar minha caninha
Pra ficar mais animado

Reuni-se com os amigos
Pra cantar as emboladas
E falar em poesias
De amor vida de gado

Se o senhor me perguntar
Se um dia eu fui feliz
Minha vida de vaqueiro
Foi tudo o que eu sempre quis