Chovendo Na Roseira
Gal Costa

Olha
Está chovendo na roseira
Que só dá rosa mas não cheira
A frescura das gotas úmidas
Que é de Luiza, que é de Paulinho, que é de João
Que é de ninguém

Pétalas de rosas espalhadas pelo vento
Um amor tão puro carregou meu pensamento
Olha! Um tico-tico mora ao lado
E, passeando no molhado
Adivinhou a primavera

Olha
Que chuva boa, prazenteira
Que vem molhar minha roseira
Chuva boa, criadeira
Que molha a terra
Que enche o rio
Que lava o céu
Que traz o azul

Olha
O jasmineiro está florido
E o riachinho de água esperta se lança em vasto rio de águas calmas
Ah! Você é de ninguém
Ah! Você é de ninguém...