Agudos do Sul - PR
Hinos

O ondulante da mata infinita
Resumiu-se num hino sem par
Quando bravos colonos chegaram
Pra fazer desta terra seu lar
E fundados por morros altivos
Pelas águas de branco e azul
Foi subindo o progresso liberto
Meu rincão, meu Agudos do Sul...

O futuro latente te espera contente
Agudos do Sul
Pra louvar tua gente feliz, sorridente.
Agudos do Sul

O palmito, Rio da Várzea e o Negro.
São fronteiras de água e de paz.
Os milhões de irmãos que procuram
A erva mate e os teus cereais
Quando o sol, na alegria da tarde.
Ilumina uma renda no chão
Não se sabe se é o véu da cachoeira
Ou da Nossa Senhora da Conceição

O futuro latente te espera contente
Agudos do Sul
Pra louvar tua gente feliz, sorridente.
Agudos do Sul