Mariópolis - PR
Hinos

Introdução e interlúdio

Mariópolis, Pequena, sem rival

Refrão
Caminhando sempre avante
No combate sem igual
Mariópolis, gigante
No campo intelectual


I
Sofreste cinzel de marfim
Buscando a luz liberal
Lutaste, venceste enfim
Pra nossa glória imortal

II
Pequena embora de porte,
Cresceste assim varonil
Na letra tens grimpa forte
Dos pinheirais do meu Brasil

III
Mui verde, mui verdejante
Moldura de pinheirais
Circunda-te palpitante
Acima destes teus rivais

IV
Município ès finalmente
Não importando dividas
Irás olhando à frente
O ideal que concretiza

V
Decênios passam enfim
Levando os bons pinheirais
Agricultura é por fim
Rainha de grãs IDEAIS