Minas Novas
Hinos

Minas novas, uníssono brado,
Reboou entre a gente altaneira
E a conquista do nosso eldorado
Põe-se em marcha a luzida bandeira
Sob os pés dos entrantes,
O sertão em caldeira se abria...
Desfolharam-se auroras radiantes
Longas noites na selva bravia.


Nenhum astro reluz na espessura
E o caminho se antolha de fráguas
Penedias, escarpas... da altura,
Grandes rios despenham as águas
As jornadas heróicas e rudes,
Vencem fome, cansaço ou a morte,
A nação vai forjando as virtudes
De uma raça titânica e forte.


E o estrelário do azul se descerra
Para o nosso ideal sobre-humano
Constelar de áureas gemas a terra,
Como um céu refletido no oceano,
Recompõe-se o painel do passado.
Sementeiras de luz sobre o anil...
Minas novas é o sol altanado
Doura os claros heróis do brasil!