Rio Das Pedras
Hinos

São belas as moças que eram chamadas de Pêdras,
Porquê o pai chamava Pedro e ali moravam
E o lugar ficou chamado Rio das Pedras:
pouso e descanço dos tropeiros que passavam.

A ferrovia vem rasgando matas virgens,
Traz empreiteiros que aqui se fixaram:
são os Garcias, como exemplo a este povo,
aqui ficaram e seus sonhos realizaram.

Quando outrora viajantes e tropeiros
Aqui faziam, na viagem, uma pousada
Ou era Pedro, ou era o Rio, os hospedeiros
dessa gente que chegava.

Dos barões, imperador e governantes,
Que em certos dias visitaram esta terra,
Deixam marcados na memória riopedrense
o pioneirismo e a tradição que ela encerra.

Imigrantes italianos que chegaram,
transformando em sua pátria este chão.
Rio das Pedras vai crescendo do trabalho
e os cafezais são cultivados mão a mão.

Quando outrora viajantes e tropeiros
Aqui faziam, na viagem, uma pousada
Ou era Pedro, ou era o Rio, os hospedeiros
dessa gente que chegava.

E veio então o ciclo da cana de açúcar,
modificando a economia da região.
Rio das Pedras ficou verde de esperança
e no trabalho colocou seu coração.

Esta gente, que ao produzir doçura,
vai transformando o migrante em irmão,
traz estampada em seu rosto a ternura
e mostra ao mundo o perfil desta nação.

Quando outrora viajantes e tropeiros
Aqui faziam, na viagem, uma pousada
Ou era Pedro, ou era o Rio, os hospedeiros
dessa gente que chegava.