Alegria do Vaqueiro
Jackson do Pandeiro

Alegria do vaqueiro é ver a queda do boi,
O prazer de quem tá velho
É dizer sempre quem foi.
(coro repete)

Tô véio, mas já fui moço
E quanta saudade dá
Quando vejo um bom cavalo
Ou um vaqueiro aboiar,
Sinto lágrimas nos olhos
Com vontade de chorar.

Alegria do vaqueiro é ver a queda do boi,
O prazer de quem tá velho
É dizer sempre quem foi.
(coro repete)

Porque me vem na lembrança,
O tempo que eu vaquejava
E quando atrás de um garrote,
O meu cavalo avançava,
Podia botar na lista
Que aquele eu derrubava.

Alegria do vaqueiro é ver a queda do boi,
O prazer de quem tá velho
É dizer sempre quem foi.
(coro repete)

Em cima do meu cavalo,
Nunca perdi o aboio,
E quando em cima da serra,
Entoava o meu aboio,
As moças vinham pra porta
Sorrindo e piscando o "ôio".

Alegria do vaqueiro é ver a queda do boi,
O prazer de quem tá velho
É dizer sempre quem foi.
(coro repete)