Catirina
Jackson do Pandeiro

Catirina cadê teu anelão?
Alfinete de ouro, correntão... (2x)

Catirina usava um trancelim
Uma saia rendada com babado
Punha oriza cheirosa no cabelo
E chamava atenção do povoado
E nas feira, nas festa onde chegava
Todo povo a ela perguntava

Catirina cadê teu anelão?
Alfinete de ouro, correntão... (2x)

Catirina era fia lá da Serra
E nasceu por detrás do chapadão
Onde ela chegava endoidava
Os caboco vaqueiro do Sertão
E cantando, dançando, onde ela estava
Todo povo a ela perguntava:

Catirina cadê teu anelão?
Alfinete de ouro, correntão... (2x)

Catirina batia no zabumba
E tocava viola e ganzá
Ela era o prazer, a alegria
No recanto, na vila, no arraiá
Já velhinha por onde ela passava
Todo povo a ela perguntava:

Catirina cadê teu anelão?
Alfinete de ouro, correntão... (2x)