Forró de Surubim
Jackson do Pandeiro

Se ajunta os bêbo do forró de Surubim
Pra fazer fuim
Para dar alteração
Por qualquer besteira
Puxa a faca, fura o fole
Vão lá dentro tomar gole
De cachaça com limão
É, mas Surubim, que é home destemido
Não tem medo do perigo
Impunha a faca na mão
Faz uma rosca na ponta do bigode
Com ele ninguém pode, só ele é valentão
Faz uma rosca na ponta do bigode
Com ele ninguém pode, só ele é valentão
Surubim diz que o forró só está mais animado
Quando o pau está comendo
Quando o fole tá furado, quando apaga o candeeiro
Quando é grande a confusão
Quando vê a consertina passando de mão em mão
Quando vê os bêbo mole de cachaça com limão!