Imagem Do Cão
Jackson do Pandeiro

Eu fui cantar um coco com o Preto Pilão
O nego era mesmo a imagem do cão
Cara de macaco, dente de leão
O nego era mesmo a imagem do cão
Quando nego pisava estremecia o chão
O nego era mesmo a imagem do cão
Pois a voz do nego parecia um trovão
Então tá na cara que o nego era o cão

Eu comecei cantando com delicadeza
Com todo firmeza no meu improviso
O nego indeciso, maldoso me olhava
Pois ele esperava um canto sem juizo
Eu então falei sobreando a natureza
Falei da beleza que Deus nos deu
Quando nego viu que não dava no couro
Ai deu um estouro e desapareceu