Lamento Cego
Jackson do Pandeiro

Irmão, que está me escutando
Preste bem atenção.
Já vi um cego contando
Sua história num rojão.
Já vi um cego contando
Sua história num rojão.
Quem ver a luz deste mundo
Não sabe o que é sofrer.
Que sofrimento profundo
Querer ver e não poder.
Que sofrimento profundo
A gente querer ver e não poder!

Irmão, mais triste eu fico
Com tanta ingratidão
Dois gravetos de angico
Me tiraram a visão
Dois gravetos de angico
Tiraram sem dó minha a visão
Por isso nós tamo aqui
Eu e minha viola.
Por Jesus vamos pedir
Meu irmão, me dê uma esmola
Por Jesus vamos pedir
Meu irmão, deixe aí a sua esmola

Que Deus recompense então
A sua caridade
E lhe dê sempre a visão
Saúde e felicidade.
Que lhe dê sempre a visão
Boa sorte e muita felicidade