Marieta
Jackson do Pandeiro

Ai Marieta
Ai Marieta
Nem que o diabo arranque o rabo
Eu não deixo a minha preta

A Marieta não precisa de pintura
É uma criatura que não gosta de falsete
Tem um colar e um anel muito bonito
Ela carrega no peito uma linda borboleta
Por onde passa o povo fica amarrado
Que eu só vejo cochichado
Mas que pedaço de preta

Ai Marieta
Ai Marieta
Nem que o diabo arranque o rabo
Eu não deixo a minha preta

Olha o meu vizinho é casado com uma branca
Todo mundo ele me manda e começa jogando xepa
Já me falou pra eu trocar de companhia
Perguntou quanto eu queria de volta com Marietaa
Quero dez conto somente pelo oxente
E você paga os objetos que eu dei pra minha preta