O Crime Não Compensa
Jackson do Pandeiro

Agora foi que eu vi (Que o crime não compensa)
Agora foi que eu vi (Que o crime não compensa)
Agora foi que eu vi (Que o crime não compensa)
Agora eu vi (Que o crime não compensa)

Antigamente eu só andava bem armado
Uma pexeira, um revolve e um punhal
Tinha uma foice bem vazado dos dois lados
O maior prazer da minha vida era matar

Agora eu vi...

Em qualquer dança quando ninguém esperava
Lá eu estava sem niguém me convidar
Por brincadeira uma dama me cortava
O pau cantava e todo mundo ia apanhar

Agora foi que eu vi...

Depois eu vi que estava muito errado
Um homem brabo nunca deu, nunca apanhou
E Lampião no Sertão morreu brigando
E o Tenente a sua cabeça arrancou

Agora foi que eu vi...